“EMPODERAMENTO” 💪 👊 ⚠

 

“EMPODERAMENTO” 💪 👊 ⚠

A palavra “empoderamento” é um neologismo que está na moda, tenho lido muitos textos falando sobre isso, como se fosse uma panaceia, um remédio para todos os males que acometem os seres humanos na vida em família, em sociedade e no trabalho.

O que muitos não sabem é que esse neologismo deriva da palavra “empowerment”, cujo conceito começou a ser debatido e divulgado já na década de 1990.

“Empowerment é um conceito de Administração de Empresas que significa "descentralização de poderes", ou seja, sugere uma maior participação dos trabalhadores nas atividades da empresa, ao lhes ser dada maior autonomia de decisão e responsabilidades.” (Google)

Ocorre que não é minimamente viável praticar-se o “empowerment” num país onde a Educação é de péssima qualidade, conforme noticiado pelos principais jornais nós últimos dias.

A Folha de São Paulo diz: Estagnado, Brasil fica entre os piores do mundo em avaliação de educação, segundo dados da edição 2015 do Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos), realizado pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).

Na mesma linha, O Globo noticia: Brasil cai em ranking mundial de educação em ciências, leitura e matemática.

E a BBC Brasil também anuncia: Pisa - Brasil aumenta investimento, mas continua no grupo dos “lanternas” em Educação.

Sendo assim, eu recomendo que os nossos professores e estudantes façam um autoavaliação e procurem descobrir o que está errado com a Educação do nosso país, em vez de ficarem pensando em “empoderamento” para a realização de greves e mais greves, a maioria delas ilegais.

O Brasil só vai ser considerado um país sério pelos países líderes globais quando ficar patente que a Educação aqui é levada a sério, com planejamento adequado, organização eficiente, direção responsável e controle efetivo.

Para que isso ocorra, o povo brasileiro vai precisar de muita disciplina e espírito patriótico, mercadorias essas que estão em falta na nossa sociedade.

E enquanto isso não se concretiza, eu proclamo: menos “empoderamento” e mais planejamento e disciplina na Educação e em outros setores, por favor.

#Empoderamento #Empowerment #Educação #Pisa #OCDE #Prioridades

Bob (Dezembro 2016)